Toda pessoa deve ir a Lisboa

Disponibilidade: Em estoque

R$49,90
Toda pessoa deve ir a Lisboa

Mais Visualizações

Detalhes

Toda pessoa deve ir a Lisboa

Autor: Márcio Martelli

Formato: 15,5 x 22,5 cm - 220 páginas

Sobre o livro:

Márcio Martelli se encontra com o Poeta Maior em Toda Pessoa deve ir a Lisboa

 

Escritor lança livro em que percorre, ao lado de Fernando Pessoa, os monumentos históricos e as ruas de Portugal, vivendo uma aventura, no mínimo, surreal e, ao mesmo tempo, instigante. O que faria FP nos dias de hoje?

 

Na primeira vez que encontrei Pessoa, ele estava todo apressado. Foi lá, em um café do Rossio, entre um gole e outro, que me confidenciou:

– Sabes, estou a escrever uma nova obra!

Ele não me cumprimentou, nem sequer se apresentou. Simplesmente desandou a conversar comigo em um monólogo quase sem pontuação, como se fôssemos velhos conhecidos. Foi então, num rápido vislumbre, que entendi a sua pressa - tinha urgência desse novo livro e precisava de mim, como escritor, editor e seu representante.

É assim que se inicia a saga TODA PESSOA DEVE IR A LISBOA, novo livro do escritor Márcio Martelli. Na obra, o autor mantém um diálogo com Fernando Pessoa e ambos percorrem as ruas de Portugal vivendo novas aventuras e revivendo momentos especiais na vida do maior poeta do século XX.

O objetivo da saga é a produção de um novo livro no qual relatam tudo o que aconteceu enquanto viviam esses momentos. FP tem uma noite de autógrafos na Livraria Bertrand do Chiado, faz uma serenata para a sua amada, declama Tabacaria várias vezes, conhece a nova Lisboa que lhe é apresentada pelo narrador / editor / escritor.

Ilustrado com mais de 100 fotografias do autor em suas visitas a Portugal, Toda Pessoa deve ir a Lisboa é emocionante, engraçado, saudosista ao ponto de prender o leitor que, com certeza, desejará descobrir o final dessa aventura.

Poesias de Pessoa, poesias feitas pelo personagem FP, poesias do autor e referências históricas comentando a importância dos monumentos visitados.

 

"Toda Pessoa deve ir a Lisboa é obra de ficção, uma novela ou um romance de ficção? Não a classificaria assim, talvez lhe falte o elemento conflito conforme definido pela tradição. O título pode sugerir a ideia de um diário de viagem, gênero que mescla narrativa jornalística e literária e admite subjetividade. Mas... e a palavra Pessoa , do título, por que está em maiúscula? Refere-se a Fernando Pessoa, hipótese a ser levantada se a leitora ou o leitor conhecer as predileções literárias de Márcio Martelli, ou a pessoa, substantivo comum? É com essas dúvidas que você penetrará surdamente no reino das palavras de Toda Pessoa deve ir a Lisboa". (Marisa Menezes).

 

"Com Fernando Pessoa, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Bernardo Soares e Ricardo Reis, Márcio Martelli revisita o legado Pessoano, traçando intertextualidades com narradores, ícones da contemporaneidade portuguesa, como Saramago, em O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984)". (Raquel Cristina dos Santos Pereira)

Toda Pessoa deve ir a Lisboa é, antes de tudo, uma declaração de amor: a Portugal, a Fernando Pessoa, à Poesia e à Literatura. Uma obra para ser lida com o coração. Venha se apaixonar pelo Poeta Maior e viva Portugal!

 

"Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. [...]

(em Tabacaria, Fernando Pessoa)

Tags do Produto

Editora In House
Delicious
Technorati
My Yahoo!
Digg
Google Bookmarks
Indique este produto